Home / Comunicação

Notícias

Home / Comunicação

Notícias

Revista Crescer – Após dar à luz, pai trans passa pela experiência de amamentar seu bebê

Compartilhe está notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Rubén Castro, 27 anos, da Espanha, engravidou após inseminação artificial. Ao contrário de muitos pais trans, que durante a transição decidem fazer uma mastectomia (retirada dos seios), convencido de que queria amamentar seu bebê, ele decidiu manter os seios

 

Rubén Castro, 27 anos, um homem trans da Espanha, estava determinado a se tornar pai, e passou por toda a “montanha russa” que é uma gravidez, após um processo de inseminação artificial: vivenciou as mudanças no corpo, o crescimento da barriga, ouviu as batidas do coração, sentiu os movimentos do bebê e , finalmente, depois de meses de espera, teve seu filho em seus braços.

 

Mas não foi fácil, afinal, na Espanha ainda não existem medidas para ajudar os homens trans a terem fácil acesso aos serviços de ginecologia. No entanto, as dificuldades, os preconceitos e outros obstáculos que experimentou durante a gravidez ficaram em segundo plano quando finalmente deu à luz seu bebê, Luar, no dia 1º de maio de 2021, segundo o vix.com.

 

Ao contrário de muitos pais trans, que durante a transição decidem fazer uma mastectomia (retirada dos seios), Rubén, convencido, de que queria amamentar seu bebê, decidiu manter os seios. Mesmo assim, a amamentação não foi um processo fácil para o jovem pai que sofreu com rachaduras, dores e o desespero do bebê que, segundo ele, parecia não querer seu leite. No entanto, três meses depois, os dois finalmente aproveitam esse tempo juntos.

 

Mas os desafios não terminam aqui. Rubén foi incluído no registro civil como “mãe” do bebê, quando, na verdade, em todos os outros documentos oficiais, o jovem espanhol é reconhecido como homem. No entanto, ele garante que isso não o impedirá de desfrutar de sua paternidade com grande alegria. E por isso, agora, ele resolveu contar sua história em um documentário que leva o título de Gestational Father, e é descrito como “o primeiro documentário sobre paternidade trans grávida em espanhol”. Rubén também compartilha sua rotina e de seu bebê em seu perfil nas redes sociais.

 

Fonte: Revista Crescer

Compartilhe está notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin