Home / Comunicação

Notícias

Home / Comunicação

Notícias

Juíza abre inscrições para casamento comunitário em Formosa da Serra Negra

Compartilhe está notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Casais devem se inscrever até o dia 17 de abril

A juíza Nuza Maria Oliveira Lima, da 2ª Vara de Grajaú, autorizou a realização de casamento gratuito para população de baixa renda no município de Formosa da Serra Negra, por meio da Portaria 1313/2023. A celebração faz parte do projeto “Casamentos Comunitários” da Corregedoria Geral de Justiça (CGJ/MA) e ocorrerá no dia 17 de maio no Colégio Antônio Manuel, localizado na Avenida João da Mota e Silva.

Durante o período de 27 de março a 17 de abril de 2023, de 8:00 às 12:00 horas e de 14:00 às 18:00 horas, os casais interessados em participar da cerimônia deverão comparecer ao Cartório Extrajudicial do Ofício Único de Formosa da Serra Negra, localizado na Avenida João da Mata e Silva, nº 99, Centro, portando todos os documentos solicitados.

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

Os atos essenciais para a realização do casamento, incluso inscrição, serão gratuitas, cabendo aos interessados somente a apresentação dos seguintes documentos no local indicado:

-Certidão de nascimento, devidamente atualizada;

-Declaração do estado civil;

-Certidão de óbito do cônjuge falecido (para viúvos);

-Certidão de casamento averbada em cartório (para divorciados);

-Autorização de ambos os pais, se maior de 16 (dezesseis) e menor de 18 (dezoito) anos um dos nubentes;

-RG – frente e verso;

-CPF;

-Comprovante de endereço.

PROJETO ‘CASAMENTOS COMUNITÁRIOS’

O projeto “Casamentos Comunitários” é realizado pela Corregedoria Geral da Justiça desde 1998, já tendo sido responsável por unir milhares de casais de baixa renda de todo o Maranhão, sem a cobrança de custas cartorárias aos noivos. Todos os atos de registro civil, de habilitação, do registro do ato e emissão das primeiras certidões, são praticados gratuitamente, independente de declaração de pobreza dos noivos e noivas, sendo vedada a cobrança de taxas pelas serventias extrajudiciais, que são ressarcidas pelo FERC – Fundo Especial para o Registro Civil.

Fonte: CGJ-MA

Compartilhe está notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Logo-Arpen-BR-MA