Home / Comunicação

Notícias

Home / Comunicação

Notícias

Presidente do TJMA dialoga com servidores(as) da região do Médio Mearim

Compartilhe está notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Comarcas de Pedreiras, Igarapé Grande, Poção de Pedras e Esperantinópolis receberam o programa Justiça de Proximidade

Presidente reuniu-se com servidores e servidoras das quatro comarcas. Foto: Ribamar Pinheiro.

Nas últimas quinta-feira (22) e sexta-feira (23), o presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA, desembargador Paulo Velten, reuniu-se com servidoras e servidores das comarcas de Esperantinópolis e Poção de Pedras (22/11), Igarapé Grande e Pedreiras (23/11), para dialogar sobre as ações desenvolvidas por meio do programa Justiça de Proximidade, que atendeu as quatro comarcas de 20 a 23/11, levando serviços de melhoria estruturais, orientações e atendimentos voltados ao público interno, além de serviços de registro civil para a população, por meio do projeto Registro Cidadão.

Durante as reuniões, o desembargador, acompanhado do juiz auxiliar Nilo Ribeiro – coordenador do programa Justiça de Proximidade -, explicou que o objetivo do projeto é fazer com que a cúpula da gestão do Poder Judiciário se aproxime da realidade dos servidores, aprimorando o diálogo, o funcionamento das unidades jurisdicionais e aprimorando a aproximação com a sociedade. “De um lado, temos a infraestrutura material, informática, manutenção, prédio, todas funcionando; e sobre essa estrutura vamos aportar a nossa superestrutura de serviço, aquilo que vai dar o atendimento que o cidadão precisa”, explicou. “O programa Justiça de Proximidade nasce desse ideal de fazer com que a gestão se aproxime mais dos problemas das comarcas, sobretudo aquelas mais distantes do estado”, afirmou.

O desembargador pontuou algumas ações da gestão em benefício dos servidores e servidoras do Judiciário, como a possibilidade de conversão da licença prêmio em pecúnia; a implantação progressiva do novo Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos Servidores, frisando as limitações impostas pelo Lei de Responsabilidade Fiscal. “Não há dúvida de que há um grande esforço da gestão com os seus servidores, com o seu pessoal, entendemos que é assim que nós vamos aprimorar o nosso trabalho pelo caminho do diálogo, da explicação e da oitiva”, afirmou.

“É fundamental que os servidores e servidoras acompanhem as demandas que foram apresentadas e cobrem, estamos coordenando esse programa, exatamente para acompanhar as demandas”, afirmou o juiz Nilo Ribeiro.

Para a juíza diretora do fórum de Pedreiras, Cleudilene Moraes, o resultado das ações do programa na comarca foi muito positivo. “Primeiro, com o atendimento da população, através do Registro Cidadão, a população aqui aderiu, tivemos muitos atendimentos, mas especialmente esse momento em que todos os servidores se sentiram individualizados, se sentiram com a atenção especial da cúpula do poder para as nossas demandas, os nossos problemas, as nossas dificuldades e com o comprometimento do presidente de que serão solucionados os problemas. Enfim, uma atenção em vários aspectos”, avaliou.

Em Igarapé Grande, o desembargador Paulo Velten e equipe visitaram terreno de propriedade do Poder Judiciário, onde poderá ser construído o novo Fórum da comarca. 

Acesse aqui os álbuns completos do repórter fotográfico Ribamar Pinheiro em Pedreiras, Igarapé Grande, Poção de Pedras e Esperantinópolis.

 

SERVIÇOS INTERNOS

Por meio do programa Justiça de Proximidade, as comarcas de Pedreiras, Igarapé Grande, Poção de Pedras e Esperantinópolis receberam palestras e atendimentos médicos e psicossociais, promovidos pelo Tribunal de Justiça (TJMA), por meio do programa Justiça de Proximidade, além do projeto Registro Cidadão que levou serviços de registro civil à população.

Foram promovidas melhorias estruturais nos dois fóruns judiciais, com serviços de pintura e manutenção predial, realizados pela Diretoria de Engenharia; atualização de câmeras e sistemas de segurança, por meio da Diretoria de Segurança Institucional; além da instalação de internet Wi-Fi, troca de equipamentos e atualização de sistemas, feitos pela Diretoria de Informática; e serviços de destralhe, com remoção de materiais inservíveis, por meio da Diretoria Administrativa.

A palestra “Prêmio CNJ de Qualidade 2024: como posso contribuir?”, apresentada pelo juiz Márcio Brandão e pela servidora Mariana Carneiro (Assessoria de Gestão Estratégica), ressaltou a importância da participação dos servidores e servidoras na política de planejamento estratégico do Tribunal, destacando as estratégias a longo prazo, principalmente até 2026, que contribuem para o alcance das certificações que o Tribunal está buscando, como o prêmio CNJ de Qualidade, pontuando as formas como os servidores podem contribuir para melhorar os indicativos. 

Já a “Roda de Conversa sobre direitos e deveres com o RH”, com a servidora Flávia Ximenes (Divisão de Direitos e Deveres), detalhou iniciativas do TJMA voltadas ao quadro funcional, direitos e obrigações, esclarecendo dúvidas sobre promoção e progressão e detalhando o trâmite administrativo para concessão de benefícios oferecidos no âmbito da administração, como auxílios, serviços de atendimento psicossocial, teletrabalho, licenças, entre outros.

Também foi realizada a palestra “Ações formativas e o impacto na prestação jurisdicional”, com Ana Tereza Gomes (ESMAM), que apresentou informações sobre os cursos e capacitações, estimulando os servidores a utilizarem as opções oferecidas por meio da Escola judicial, tanto para aqueles do quadro do TJMA quanto cedidos de outras instituições, além de realizar mapeamento de necessidades das comarcas.

A servidora Vitória Colvara apresentou a palestra “Índice de Desempenho de Sustentabilidade no TJMA”,tratando sobre o Plano de Logística Sustentável do Poder Judiciário, iniciativas e projetos voltados a contribuir com a preservação ambiental, incentivando os servidores e servidoras a contribuírem com a economia de insumos como água, papel e energia, e esclarecendo sobre coleta seletiva e outras medidas de sustentabilidade. Também foi realizado o plantio de mudas de Ipê nos fóruns.

A palestra “Difusão da Cultura de Segurança Institucional”, com o diretor de Segurança Institucional do TJMA, Alexandre Magno, e o bombeiro militar James Dutra (Prevenção e Combate a Incêndio), tratou sobre a promoção da cultura de segurança e prevenção de incêndios, e apresentando situações ocorridas no âmbito do Judiciário e medidas de prevenção a situações emergenciais.

Os atendimentos médicos, de enfermagem e psicossociais aos servidores e servidoras dos fóruns, por meio do projeto “Bem Estar no Judiciário” da Divisão Médica, com triagem de enfermagem com a servidora Conceição Cadilhe (verificação de peso, aferição de pressão, glicemia) e consulta médica com o médico Ruy Oliveira Pantoja Neto, além do trabalho da Divisão Psicossocial, que levou o psicólogo Railson Rodrigues para atendimentos.

Para o juiz Artur Gustavo Azevedo do Nascimento, titular do Juizado Especial de Pedreiras, respondendo pela comarca de Igarapé Grande, as  palestras levaram informações importantes para o trabalho dos servidores e servidoras, que muitas vezes estão focados no trabalho da atividade-fim e deixam de ter uma visão mais panorâmica e global. “A atuação da Justiça de Proximidade foi muito positiva, tanto as informações do Núcleo Socioambiental quanto da ESMAM, Recursos Humanos e Planejamento Estratégico”, avaliou.

“É uma iniciativa louvável do Tribunal, tendo em vista que a gestão atual se preocupa muito com a qualidade de vida e saúde física e mental dos servidores. Isso reflete na boa prestação jurisdicional”, avaliou a juíza Cynara Reis, titular da 1ª Vara de Pedreiras, respondendo por Esperantinópolis. 

“Essa proximidade, como o nome já diz, justiça de proximidade, traz um contato próximo entre as unidades interior e a administração do Tribunal, e isso vem aprimorar os serviços, e quem é beneficiado diretamente são as pessoas lá fora, que são os usuários dos serviços.”, avaliou o juiz Francisco Crisanto, titular de Paulo Ramos, respondendo por Esperantinópolis.

 

Fonte: TJMA

Compartilhe está notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Buscar no site

Notícias Recentes